18 de jul de 2009

SILÊNCIO É A RECEITA...

Silêncio...

O ruído é dos homens – o silêncio é de DEUS.
O ruído esteriliza – o silêncio fertiliza.

Até que enfim, consegui um tempo para escrever....Embora esteja de “férias”, estou sempre correndo contra o tempo nos afazeres de mãe, mulher, profissional(buscando uma colocação no mercado).
Meu filho caçula esta de férias, e confesso que meu tempo tem sido integral para com ele, a ponto de eu não ter tempo para ler direito, refletir, quando tento fazer isso é depois que ele dorme...rsrsrs
E, diante disso estou aprendendo que o silêncio é importante para todos, e há dias que vem isso em minha mente “Silêncio”, e comecei a ficar mais em silêncio mesmo no corre-corre, a escutar mais e falar menos, como diz meu querido Pastor Rina realmente tudo dá uma boa pregação, para quem tem o dom de pregar sim, eu ainda não sei exatamente o meu dom, sei que gosto de ler, escrever, refletir, somar, compartilhar com as pessoas e até ajudar se possível; pois só podemos levar uma palavra, uma ajuda as pessoas quando já passamos por situações parecidas, já erramos muito, já acertamos, já vivemos e vivenciamos muitas dores, alegrias, ou seja na escola da vida!
E, trago aqui o que o silêncio tem representado para mim e espero que possa Tb compartilhar com outros.
Engraçado que muitas vezes me deparei reclamando de pessoas quietas, “misteriosas”, sábias até, aprendi que o que escuta mais e observa e fala menos é mais sábio, pq os que falam demais, infelizmente como eu já fui, fala sem pensar, sem refletir, como uma mulher tola!
Em Prov. 10 Mulher virtuosa quem a achará? O seu valor muito excede ao de rubis.
26 Abre a sua boca com sabedoria, e a lei da beneficência está na sua língua. A mulher virtuosa sabe a hora de falar e calar.
Outra situação que já reclamei e reclamo ainda, quando oro, busco a Deus, me prosto, e ELE fica em silêncio!Mas no silêncio temos a oportunidade de ter conversas mais profundas com Deus. É no silêncio que mais ouvimos a nossa consciência.
“Mas tu, quando orares, entra no teu quarto e, fechando a porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que
vê em secreto, te recompensará”. (Mt 6:6).
E vivemos no corre –corre, barulho, poluição sonora, eu sou da capital São Paulo, onde não para esta cidade....E, agradeço a Deus, pois desde que O conheço, mesmo as vezes me esfriando não consigo ficar sem conversar com ELE, e o que me entristeceu nestes últimos dias, foi que não tive muito tempo para esta nossa conversa, isso me incomodou, pq eu conto tudo a ELE,mesmo ELE não respondendo, ficando em silêncio, mas vi o propósito de ver o lado de DEUS como respostas do que é o silêncio DELE!!! Eu oro em silêncio onde estiver, na cozinha, no banheiro, na rua.

Experimente você orar. Fale com Deus! Ele virá ao seu encontro.
Agora coloco um texto que recebi e refleti como confirmação para falar sobre o silêncio e compartilho/ somar com todos!!Pois, aprendi e agradeço pelo silêncio de DEUS e peço que Ele me ensine a silenciar também quando preciso for.Como é bom quando podemos ficarmos a sós, em silêncio, renovar, aprender, refletir, parar, ficarmos parados.Em silêncio a alma está mais preparada para ouvir.A alma precisa de silêncio, e no silêncio nada se perde.
Fica aqui um mestre que admiro o grande Beethoven; ele disse poucas palavras antes de morrer e disse:”NO CÉU, VOU TORNAR A OUVIR.” (Claudia Camargo)



Todos nós necessitamos, de tempos em tempos, de um período para silenciar, durante o qual podemos nos recolher nos nossos próprios ruídos. Os monges antigos comparavam esse período de silêncio à água que se acalma
Quando permanecemos na agitação e a confusão do dia a dia, não permitimos que percebamos o que de fato acontece a nossa volta. As águas agitadas nos impedem de enxergar com clareza.
Vivemos numa sociedade que tem pressa em falar, em dar suas opiniões inconsistentes, mentiras que contam a si mesmos e aos outros. Palavras que promovem distância entre o que dizem e o que fazem.
Levamos tanto tempo para aprender a prestar mais atenção nos atos do que nas palavras, e muitos não aprendem nunca. A maioria das desilusões ocorre porque ignoramos que o comportamento no passado é o indício mais confiável e seguro do comportamento no futuro.
Somos o que pensamos o que sentimos ou somos o que fazemos? Precisamos estar atentos não para o que os seres humanos prometem, mas para a forma como se comportam. Retóricas, eloqüências, nada disso impressionam mais. Os discursos fantasiosos não iludem. O que somos é demonstrado pelo comportamento. Nós revelamos o que somos e de quem gostamos não pelo discurso ou pelo que prometemos, mas pelo que fazemos.
Nós somos uma espécie verbal que usa abundantemente as palavras para explicar e para enganar.
Quando alguém dá a entender que fará isso ou aquilo, e diz às palavras que tanto os seres humanos desejam ouvir, facilmente escolhem ignorar comportamentos incoerentes.
As experiências que fazemos durante a caminhada nos aproximam de importantes vivencias. Desta forma tomamos consciência de que Deus nos transmite algo da inesgotável plenitude da vida da qual podemos participar. É um convite para bebermos sempre e novamente da fonte da vida. Experimentar Deus significa encontrarmos uma fonte da qual podemos beber quando desejamos fortalecer-nos para a caminhada no deserto deste mundo. Mas só podemos beber desta água fresca quando silenciamos.

Que não nos afoguemos em palavras. Não tenha pressa em falar. Não tenha pressa em dizer alguma coisa, simplesmente deixe Deus alimentar-te com o rio de seus deleites, das fontes borbulhantes. Fazendo isto será abrigado em ti a saudade pela fonte viva do amor divino em seu coração o que fará silenciar novamente e voltar a fonte e Ele transformará aquilo que existe de duro e petrificado em ti em água nascente. Não se agite para falar, já tem muita gente falando, já existe muito barulho.

Que tuas palavras expressem uma experiência com o Deus vivo. Que o próprio Deus se torne uma fonte para ti. Uma fonte da qual podes beber e quando se aproximar desta fonte divina, tudo que há de ressecado e petrificado em ti se dissolva tal como a rocha no deserto quando Moisés a tocou com a vara, e uma fonte brotou água fresca e vivificante.

Shalom!
Regina Lopes
www.reginabrazlopes.blog.uol.com.br

6 comentários:

Ovelha Magra disse...

Olá querida! Estou retribuindo sua visita ao meu blog. Gostei muito dos seus textos, fique à vontade quando quiser aparecer por lá novamente!



Graça e Paz!




Pablo Massolar

Editor do Ovelha Magra

Ame Missões! disse...

Olá, bom dia e um bom domingo!
Estou retribuindo sua visita na UBE. Parabéns pelas excelentes postagens e criatividades, prossiga avançando sempre!!

Paz do Senhor!!

andre disse...

Gostei do texto, de fato o silencio é importante. Creio que o silencio é sinal de que Deus está trabalhando em nosso favor...

A parte que mais me tocou é quando você pede a Deus que te ensine a calar quando necessário for.

Acredito ser extremamente importante se retirar para um lugar onde tenha silencio para ouvir a voz de Deus.

Há muitas vozes no mundo, estamos na era da comunicação e muitas vozes falam à nossa mente. Você sabia que nós falamos com nós mesmos através de frases e pensamentos mais de 120 palavras por minuto? E que a nossa capacidade de falar em pensamento é de 4 a 5 vezes mais rápida do que a capacidade de pronuncia? Verdade! Precisamos aprender a nos calar quando for necessário, inclusive a nossa pro pia voz.

Em fim, o seu texto me fez lembrar a forma que Deus usou para falar com Elias, quando ele se sentia só e abandonado, escondido na caverna. Lá estava Elias, com medo, com depressão, esperando ouvir a voz de Deus. A bíblia diz que veio um vento muito forte, depois um terremoto, em seguida veio o fogo, em nenhum destes eventos Deus estava, por ultimo, veio a calmaria. E Deus estava na calmaria, em meio ao silêncio. Você tem razão quando diz que o silêncio é de Deus.

Continue escrevendo e sendo canal de benção! Parabéns pelo blog!

Soli Limberger disse...

Olá irmã, MUITO BOM - O SILÊNCIO É A RECEITA MESMO. Será um prazer tê-la como seguidora do meu Blog tmb.

Grande abraço, em Cristo!

Soli Limberger | BUSCAI o REINO
http://buscaioreino.blogspot.com

Andy... disse...

Claudinha, linda reflexão sobre o silêncio. Também compartilho da mesma ideia, viu? Sei que é necessário andarmos e compartilharmos com os irmãos e irmãs em Cristo as nossas cargas, mas também precisamos reservar um tempo para nós mesmos. Se até o Senhor Jesus teve seus momentos de reclusão e meditação sozinho, por que não haveríamos de fazer o mesmo? Bjs! Visite meu blog tmb..

http://palavrandante.blogspot.com/

Marcello de Oliveira disse...

Shalom!

1. Uma benção conhecer seu blog! Que o Eterno te abençoe e te guarde.

Nele, Pr MArcello

P.s> Visite:

http://davarelohim.blogspot.com/

e veja o texto:

No principio, Deus